Séries! Namorar no Japão Artigo 2 de 6: Para o LINE, ou não para o LINE? Vamos fazer um encontro? | Guidable
Uncategorized

Séries! Namorar no Japão Artigo 2 de 6: Para o LINE, ou não para o LINE? Vamos fazer um encontro?

By Caitlin Collins Oct 27, 2018

Parabéns! Você sobreviveu ao seu Gokon, e até trocou LINE’s com alguém especial. Agora, você tem um novo conjunto de preocupações – Quando que eu deveria mandar mensagem para ela? Com que frequência? O que eu deveria dizer?

 

No meu previous article  ( artigo anterior ) nós discutimos o que era gokon, estilo japonês de encontro de casais, agora nós falar sobre o que acontece depois!

 

Não se preocupe! Mandar a primeira mensagem pode é sempre estressante, especialmente se você não estiver mandando na sua língua nativa. Todos nós fazemos erros, e às vezes é fácil ser mal compreendida para os japoneses enquanto vocês conversam nas mensagens. Mas não se preocupe! Vamos explorar como criar a mensagem perfeita, como manter a conversa interessante antes do segundo encontro.

 

 

Quem deveria mandar mensagem primeiro? E quanto tempo eu deveria esperar?

É a manhã seguinte depois que seu gokon, e você está olhando para celular, olhando para a notificação “Novo amigo” no LINE, o que parece que você está encarando para sempre.  Quem deveria fazer o primeiro passo? Quem deveria quebrar o gelo?

A resposta é simples: Se voce pediu para trocar o LINE, você deveria ser aquele que manda a primeira mensagem!

Gerencie seu tempo certo, não fique muito ansioso, e mande a mensagem antes que a noite acabe. Mandar mensagem no meio da noite pode mandar uma ideia errada, então é melhor você esperar até o proximo dia. Não espere muito também, escolher não mandar mensagem manda a ideia que você não está interessada(o)!

Mas… O que eu deveria dizer?

Pode ser tentador depois de uma noite de talvez muitas bebidas e algumas conversas com alguns flertes, você querer voltar para onde vocês pararam.

Isso é um grande não-não

Quando você começa a primeira conversa, mantenha curta, amigável, e genuína. Um simples “ Foi bom conhecer você” vale bastante (especialmente se tiver com um emoji). Evite o genérico “hey”, como isso pode ser visto como chato ou desinteressado.

Em caso de dúvida, faça uma pergunta! Fazer uma pergunta torna mais fácil para eles responderem – eles podem estar tao nervosos quanto você!

Como eu posso chamar ela para sair?

Então, vocês estão mandando mensagem todos os dias e tudo mais, e você quer chamar ela para sair para um encontro. Como você deveria chamar?

Achar um balanço entre estar muito interessado e pedir para sair imediatamente – e ser visto como se você tivesse arrastando seu pés pode ser uma linha tênue para andar.

O que vocês já discutiram antes? Você tem algum interesse comum com ela? O primeiro encontro é sempre mais divertido se vocês forem para algum lugar que seja de interesse de vocês. É sempre mais excitante para qualquer um ser convidado para alguma atividade na qual eles são interessados.

Quando você for mandar a mensagem, mantenha curto e ao ponto. Por exemplo:

 Eu me lembro que você mencionando que você é fã de beisebol! Você gostaria de ir ao jogo comigo próximo sábado?

Nas minhas experiências, os japoneses preferem deixar bem especifico a hora e o dia do lugar do encontro antes de irem. Se lembre de dar uma ideia geral aos seus planos, pode ser fazer um plano vago para um futuro distante que nunca se concretize. Pessoas são ocupadas, e pode ser mais fácil as coisas ficarem perdida na bagunça da vida.

Mas e a barreira linguística?

Isso, com certeza depende na sua habilidade de falar japonês, ou a habilidade do seu parceiro(a) em falar inglês, e qual língua vocês dois se sentem mais confortáveis de se comunicarem.

Digamos que vocês dois se sentem confortáveis de se comunicarem em inglês! Ainda se tem a possibilidade que muita coisa fique perdida nas traduções durante a conversa.

Geralmente, as mensagens em inglês tem mais pontuação e truques de capitalização para mostrar emoção, e uma pessoa que não é um nativo, talvez não consiga entender essas emoções transmitidas. Por exemplo, quando eu comecei a namorar meu namorado japonês eu sempre entendia que ele soava bravo pelas mensagens. Vamos ver nessas duas conversas:

Pessoa A: O que você está fazendo?

Pessoa B: nada!

vs.

Pessoa A: O que você está fazendo?

Pessoa B: Nada.

A primeira conversa se lê como amigável, enquanto a segunda parece mais desinteressada.

Uma diferença sutil na capitalização e mudança na pontuação pode significar uma grande diferença no tom para um nativo-inglês. Não espere que todo mundo consiga entender essas pequenas mudanças, e não se preocupe tanto com o tom. No meu caso, levou meses e muita falta de comunicação antes de eu começar para eu me acostumar a não levar totalmente no tom e simplesmente focar nas palavras.

Os apps japoneses como o LINE oferecem uma grande variedade de figurinhas únicas e emojis, e eles são muito bom para você conseguir expressar o tom certo na mensagem!

 

 

E se ela não responder?

Depois de mandarem mensagem um para o outro por alguns dias, e ela parar de responder. É uma frustração interminável receber o tratamento silencioso, e você pode desejar que ela simplesmente fale que não está interessada!

Infelizmente, a cultura japonesa evita bastante o confronto. Pode ser fácil por alguns dias de silêncio na rádio pensar em algumas desculpas. – Porém, no Japão um longo silêncio nas mensagens deixa bem claro que é um sinal de que ela não está interessada. Não importune ela com várias mensagens, e siga em frente. Há muito mais peixe no mar!

 

Confira nossos outros artigos da série:

 

Series! Dating in Japan Article 1 of 6: 3 Things You Must Avoid at your next Gokon!

Series! About Dating in Japan: Article 3 of 6: The Do’s and Dont’s of your First Date.

Series! About Dating in Japan: Article 4 of 6: What’s the Deal with Love Confessions?

Series! About Dating in Japan: Article 5 of 6: 4 Tips to Plan the Perfect Christmas Date

Series! About Dating in Japan: Article 6 of 6: All you need to know about Japanese weddings!